Newsletter

a aa
27 12

Mania de cavar tem solução

Publicado em 27 de Dec de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Preparamos um guia completo com os seis motivos que fazem o cão ter esse hábito e mostramos como evitar estragos!

Por Mariana Perfetti | Foto Luiz Gustavo Gonçalves | Adaptação web Isis Fonseca

Cachorro cavando

Quando Hugo era apenas um filhote, seu dono não imaginava que o pequeno Labrador se tornaria um grande destruidor de jardins antes mesmo de atingir um ano de idade. “Ele foi crescendo e, além da mudança de tamanho, modificou também seu comportamento. Quando percebemos, já estava cavando a terra e comendo todas as plantas, inclusive as que ficavam em vasos”, conta Luiz Alberto Matias da Gama, tutor do pet.

Apesar de ter surpreendido a família, essa alteração na atitude de Hugo é normal, como afirma a médica veterinária comportamentalista Mariene Rzatki Girardi (SC). “Fêmeas e machos de todas as raças e idades e, principalmente, cães jovens que recebem poucos estímulos podem apresentar esse hábito, que é uma característica própria deles”, diz.

Por fazer parte do repertório comportamental dos cães, o ato de cavar é natural e não precisa de uma motivação específica para ocorrer, apesar de algumas condições socioambientais funcionarem como gatilho para o hábito (como será mostrado a seguir).

Para a zootecnista Sara Favinha, sócia-diretora da Tudo de Cão (SP), empresa especializada em adestramento, a ação de cavar é recompensante para o pet, que encontra na prática diversão, cheiros instigantes e temperaturas agradáveis.

“As leis de aprendizagem apontam que todo comportamento recompensado tende a aumentar. Por conta disso, muitos animais se tornam cavadores compulsivos”, afirma, chamando atenção para que os proprietários procurem, desde o início, não dar oportunidades para que o seu peludo faça alguns buracos em locais inapropriados.

Soluções práticas

Ainda que natural, esse hábito destruidor pode ser amenizado com algumas técnicas simples e certeiras. Com a ajuda da adestradora Juliana Yuri, da Cão Cidadão (SP), empresa responsável pelo treino de Hugo e das treinadoras Sara Favinha e Fernanda Conrado, da Tudo de Cão, a Meu Pet montou um guia com os principais motivos que levam o seu mascote a cavar, mostrando também como eliminar essa mania.

O PROBLEMA: ele cava para chamar a atenção

Um peludo carente pode fazer loucuras para ter a atenção de seu dono, e isso inclui cavar jardins, sofás, camas e tapetes. De acordo com Juliana, esse comportamento tende a ser estimulado quando o proprietário dá bronca no bicho.

A SOLUÇÃO: estar mais presente

Por menor que seja o período de convivência, fazer desse tempo rico e estimulante é essencial. É importante dar carinho, brincar, incentivá-lo e ensinar comandos básicos.

O PROBLEMA: Ele é um caçador nato

Para alguns cães, até mesmo insetos podem ser grandes atrativos. Assim, perseguições a roedores, répteis e insetos podem resultar em grandes buracos.

A SOLUÇÃO: Dificultar o acesso

A melhor opção em casos como esse é restringir o acesso do mascote ao local, utilizando cercas ou barreiras. Outra sugestão é aplicar repelentes para cães em ambientes internos ou usar as fezes do próprio animal para afastá-lo da terra.

Adaptado de Revista Meu Pet Ed. 28

Comente!