Newsletter

a aa
25 09

O perigo da falta de apetite nos mascotes

Publicado em 25 de Sep de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Fique atento ao alimento que estiver oferecendo ao peludo, pois o problema pode estar nele! Veja

Texto Luciana Faria | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi

OUTROS SINTOMAS

  • Desidratação
  • Vômito
  • Diarreia
  • Sede

CAUSAS

A falta de apetite pode ser um sinal de enfermidades sérias, como doença renal crônica, especialmente se vier acompanhada dos sintomas acima. A causa ainda pode ser emocional ou estar atrelada a alterações no alimento. “O problema pode ser decorrente do armazenamento inadequado ou da ausência de palatabilidade, ou seja, a vontade de comer o alimento mais que pelo sabor, mas pela textura, formato e tamanho”, explica a veterinária Sandra Nogueira, da Royal Canin.


TRATAMENTO

Como o problema pode ser indício de doenças, o ideal é levar o pet ao veterinário ao detectar o sintoma. “Quanto antes iniciarmos o tratamento, melhor para o animal”, destaca Sandra. Ela ainda sugere táticas para deixar o cardápio mais atrativo: “Misture alimento úmido com seco ou acrescente água morna no seco.” Amolecer a comida também é indicado para peludos de pequeno porte, que são predispostos a problemas bucais.


DICAS

  • A falta de apetite pode acontecer por estresse decorrente de mudanças na rotina da família, por exemplo.
  • Na hora de escolher a ração do pet, leve em conta as individualidades dele. Por exemplo, um croquete em formato grande pode dificultar a mastigação de um animal de porte pequeno.
  • Cães e gatos tendem a comer menos nas estações mais quentes por causa do aumento da temperatura e da maior duração do dia.
  • Animais braquicefálicos (de focinho curto) podem ter dificuldade de preensão e mastigação. Consulte um veterinário para saber qual o cardápio mais adequado e evite desperdício!

Revista Meu Pet Ed. 39

Comente!