Newsletter

a aa
12 12

Bull Terrier: saiba mais sobre a raça

Publicado em 12 de Dec de 2012 por Fernanda Ruiz Comentar

Eles são musculosos, fortes, têm um corpo simétrico e cara de bravo, mas são cães muito dóceis, companheiros e brincalhões

Texto: Jaqueline Lasko / Foto: Shutterstock

O bull terrier é a única raça que tem a marca registrada dos olhos triangulares

Foto:Sthutterstock

 

Olhando essa carinha de marrento, dá para desconfiar que os Bull Terriers têm uma patinha na encrenca! Originários da Grã-Bretanha, sua história começa nas rinhas, pois, para os europeus, as lutas entre touros e cães e somente entre cães eram entretenimentos. Assim, eles misturavam várias raças para obterem o “briguento perfeito”. Por volta de 1835, o cruzamento entre um Buldogue e um Terrier Inglês deu origem ao então Bull e Terrier, cão especialmente habilidoso. Mas o Bull Terrier que conhecemos hoje foi resultado da cruza feita em 1860, por James Hinks, entre o Bull e Terrier e cães as raças Dálmata e White English Terrier. A partir daí, o "cavaleiro branco”, apelido dado por saber se defender e não arrumar briga, se tornou a companhia perfeita para jovens que adoravam se exibir com um cão musculoso ao seu lado. Depois de servir de companhia aos ingleses de classe média e passar pelos salões nobres da alta  sociedade, o Bull Terrier tem se difundido entre as famílias e também marca presença em filmes, como no caso do personagem Shark, do desenho animado Eek! The Cat, ou ainda oScud, do Toy Story.

TEMPERAMENTO

Guerreiro por natureza, corajoso, carismático e de uma fidelidade imensa, o Bull Terrier é ideal para quem está sempre ligado no 220 W. “Ele precisa de muita atenção”, alerta o criador da raça Wagner Gutierrez Junior, do Canil Dente de Sabre. Outra característica desse cão é ser territorialista, e por isso não permite que estranhos invadam seu espaço, sejam eles pessoas ou mesmo outros cães, principalmente se forem machos.

SAÚDE

As doenças de pele são as mais comuns nessa raça. “O melanoma, mais conhecido como câncer de pele, surge com pequenas alterações na pele que não respondem a tratamentos convencionais”, alerta Rachel. Além dessa, a dermatite seborreica, que se manifesta pela descamação da pele seguida de odor forte, e a sarna demodécica, causada por ácaro, também podem ser comuns

EDUCAÇÃO

O Bull Terrier é inteligente, tem muita personalidade e, portanto, costuma ser bem teimoso. Dessa forma, além da disciplina, o dono precisa ter disponibilidade e ser insistente para ensinar ao cão, desde filhote, como se comportar: “Todas as raças precisam ser treinadas diariamente”, explica a veterinária Rachel Borges, da Pet Art Veterinária, no Rio de Janeiro.

ALIMENTAÇÃO

Lindos, porém com grandes chances de serem gordinhos. A qualidade da ração é super importante para manter a saúde desse cão. Rachel orienta que sua alimentação deve ser controlada e selecionada de acordo com a idade e o ambiente em que vive. O criador Wagner diz que a quantidade ideal varia entre 300 e 500 g/ dia para um cão adulto praticante de esportes regulares, enquanto cães que se exercitam menos devem consumir entre 300 e 360 g.

HIGIENE

De acordo com Rachel, a tosa nessa raça não é necessária. Porém, animais de pelagem curta tendem a soltar mais pelos, então a dica é escová-los semanalmente para acabar com os fios mortos. Além disso, como são branquinhos, precisam usar protetor solar quando expostos ao sol.

EXERCÍCIOS

Desde que não sejam tão expostos ao sol, o exercício está liberado. “Eles têm muita energiapara gastar e os exercícios lhes caem muito bem. Após um dia bem agitado, dormem como bebês”, ressalta Wagner.

Comente!