Newsletter

a aa
06 07

Tudo sobre a memória dos cães

Publicado em 06 de Jul de 2015 por Marília Alencar Comentar

Os pets, principalmente os cachorros, têm memória muito curta? Entenda tudo sobre o assunto

Texto Luciana Faria/ Foto: Pinterest/Reprodução 

Pet x memória

(Foto: Pinterest/Reprodução)

Você acha que o seu cachorro esquece rapidamente das coisas? Pois saiba que não é bem por aí. Eles são capazes, sim, de armazenar lembranças. “Certas memórias, principalmente as mais traumáticas, o animal pode lembrar a vida toda”, afirma o veterinário Luciano Ferraz Neto, do Centro Médico Veterinário Campinas (SP). No caso das recordações ruins, os peludos, assim como os humanos, reagem de maneira negativa ao que elas representam.

Por exemplo, se o cão apanhou de alguém, terá medo daquela pessoa. Já com as boas memórias, a tendência é que eles façam o contrário. É oque acontece se você costuma soltar um “Vamos passear?” toda vez que leva o animal para dar uma volta: ele ficará sempre contente ao ouvir essa frase, pois a assimilará a lembranças positivas. “Eles se lembram onde ficam seus pertences, seus lugares preferidos para passear, os cães visitantes que mais gostam...”, conta Neto. Porém, os cachorros também podem se esquecer de alguns episódios e pessoas depois de um longo período de tempo – exatamentecomo nós. Portanto, não estranhe caso o peludo reencontre a mãe eos irmãos anos mais tarde e não os reconheça. Especialmente quando são separados muito cedo da família, a tendência é o esquecimento. 

O APRENDIZADO

A memória do cão é essencial no adestramento. “O condicionamento faz com que o animal memorize os truques que você ensin ae que não fazem parte do cotidiano dele”, explica o adestrador Adoniran Thomaz. O fato de os cães, assim como nós, reagirem de acordo com as lembranças também é útil no treino.“Quando eles percebem que o que fizeram te agradou, a tendência é que repitam o feito só para receber os agrados e as recompensas”, conclui Thomaz.

Revista Meu Pet / Edição 33

Comente!