Newsletter

a aa
02 03

Cuidados para curtir o Carnaval com o pet

Publicado em 02 de Mar de 2017 por Raíssa Jorgenfelth Comentar

Está pronto para curtir a folia de Carnaval com o pet? Veja os cuidados que você deve tomar!

Texto: Raíssa Jorgenfelth | Foto: Shutterstock

Cuidados para curtir o Carnaval com o pet

O Carnaval está chegando e seja qual for o seu roteiro é importante tomar alguns cuidados com o pet. Veja algumas dicas para você curtir a folia com seu animalzinho de estimação.

Protetor solar:

Existe muita dúvida sobre a necessidade do uso de protetor solar nos cães. A dica do adestrador equipe Cão Cidadão, Jorge Mafra, é que os cães com pelos curtos na ponta da orelha ou os que possuem a pele exposta, usem protetores solares para humanos ou os específicos para cães que, geralmente, têm uma consistência mais expessa e gosto amargo para evitar que o pet se lamba. As regiões mais afetadas são as regiões ‘rosinhas’ em torno do focinho, olhos, patas e orelhas, por isso, redobre o cuidado. 

Água:

Principalmente em locais mais quentes, deve-se sempre deixar água disponível para os cães. Nos passeios mais prolongados, sempre levar uma garrafinha com água para oferecer. Existem também uma série de recipientes no mercado com esta função. A água de côco pode ser uma ótima opção.

O zootecnista e especialista em comportamento animal, Renato Zanetti, recomenda procurar áreas sombreadas e colocar um pano ou camiseta molhada sobre o dorso do pet para colaborar com o bem-estar. 

Locais com multidão:

Todo cuidado é pouco em locais com aglomeração de pessoas. No geral é importante descobrir antes do passeio se seu cão não tem medo de ficar em locais assim, além de ser perigoso, se o animal for muito pequeno. Por isso, procure ficar em locais mais tranquilos, longe da passagem de pessoas, e sempre prestando atenção no animalzinho.

Renato ressalta a importância das plaquinhas de identificação com o nome do Pet e o seu telefone. Se puder, prefira coleiras que permitem que o nome e telefone sejam gravados no próprio couro da coleira, já que a plaquinha pode eventualmente se soltar.

Horários de passeio:

Isso pode variar muito dependendo da região e do clima. No geral, enquanto o sol ainda não tiver aquecido o chão. O destrador da cão cidadão explica que os cães não podem andar nos horários mais quentes do dia, entre 9h e 15h, porque ao contrário do que muitas pessoas pensam, as "almofadinhas" das patas não os protegem do piso quente, logo eles podem queimar as patinhas e encarar o passeio como um martírio. Por isso, procure sempre passear nas temperaturas mais amenas. 

Tempo de passeio:

 Algumas raças são conhecidas por terem bastante energia e, por isso, adoram longas caminhadas. Já outras, não têm a mesma disposição para caminhadas. O peso do cão, idade, hábitos de caminhada e interesse em atividades outdoor, influenciam diretamente no limite do pet mas o importante é você saber reconhecer o limite do seu amigão.

Durante o passeio, verifique se seu cão está muito ofegante, ou se começa a parar de andar, sentar ou deitar, orienta Jorge. Se ele fizer isso, provavelmente, já está cansado e pode ser a hora de dar um descanso.

 

 

Comente!