Newsletter

a aa
21 12

Medo de fogos de artifício: como acalmar e proteger seu pet

Publicado em 21 de Dec de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Saiba como amenizar o medo de fogos de artifício do seu animalzinho de estimação durante as festas de fim de ano, assim, você manterá seu pet protegido!

Por Isis Fonseca | Foto Shutterstock

Cachorro com medo de fogos de artifício

5, 4, 3, 2, 1 e o seu pet fica desesperado e com medo dos fogos de artifício. Apesar de ser uma época animada e cheia de alegria, para os animais é um momento conturbado.

Ao contrário do que muitos pensam, não é apenas o cachorro que sofre desse mal, mas o gato também. Na realidade, qualquer animal vai estranhar o evento. As festas de fim de ano são muito diferentes da rotina dos bichinhos.

Segundo Lívia Romeiro, veterinária da clínica Vet Quality, além do barulho dos fogos, a reação das pessoas ao redor também os deixa assustados. “Se houvesse apenas o barulho e todos ao redor continuassem sentados calmamente, conversando uns com os outros, talvez os animais se abalassem menos”. Além do medo e da ansiedade dos pets, ainda existe o perigo de fuga. 

Mas temos como resolver esse problema e ajudar seu pet a ficar mais calmo e protegido durante o Natal e Ano Novo, confira as dicas da especialista!

Saiba identificar os sintomas de ansiedade do seu animal

É importante que você saiba identificar os sintomas de ansiedade, pois ela os leva a fazer coisas que não estão habituados. Ficar muito quieto ou muito agitado, além do habitual, pode ser um dos sintomas de ansiedade. 

A respiração ofegante e as orelhas para trás também devem ser observadas. “Muitas pessoas acham que o cão está feliz quando ele fica andando de um lado para o outro com a boca aberta e a língua pra fora. Porém, este animal pode estar à beira de um ataque de pânico”, explica a veterinária. Os gatos também apresentam sintomas e tendem a se esconder. 

Reserve um local seguro e confortável

Separe um espaço para deixar seu animal de estimação no momento dos fogos. Assim, eles se sentem mais protegidos e correm menos risco de se machucarem ou fugirem no caso de entrarem em pânico. O melhor lugar para deixar seu pet são os cercados tanto nas laterais quanto no teto. Caixas de transporte também são ótimas opções, tanto para cães quanto para gatos. 

“Fique atento quanto à segurança do seu animalzinho. Mesmo que ele proteste por estar em um lugar restrito, lembre que será só por alguns momentos e ele estará seguro e protegido”, afirma Lívia.

Atenção: para evitar desconforto e uma possível situação de enforcamento, nunca deixe o pet preso com coleira ou corrente. 

Comece o preparo hoje mesmo

O ideal é que você comece a treinar o seu amigo o quanto antes. O primeiro passo deve ser de ambientá-lo. “No local, ofereça as refeições e deixe brinquedos para que ele se sinta confortável”, orienta.

É possível acalmar o pet no momento dos fogos de artifício?

De acordo com a especialista, no momento em que o gatilho do stress iniciar será mais difícil de acalmar o animal. O melhor e mais indicado é que eles não entrem neste estágio. “Acalentar seu gato ou cachorro pode potencializar a agitação ou o medo. Mantenha uma postura segura e tranquila, pois se eles observam o comportamento do dono e se sentem confiantes”, acrescenta. 

#DicaDaVeterinária

Caso tenha receio de que se animal passará mal no momento da queima dos fogos de artifício, consulte um veterinário de sua confiança para que ele avalie e possa indicar o tratamento ideal. 

Comente!