Newsletter

a aa
20 12

Quais os perigos da decoração de Natal para os animais

Publicado em 20 de Dec de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Saiba quais cuidados tomar com a decoração para seu pet e veja métodos de garantir o bem-estar e a alegria do seu amigo!

Por Isis Fonseca | Foto Shutterstock

Decoração de natal e os animais

Faltando apenas cinco dias para o Natal, é bem provável que sua casa já esteja cheia de apetrechos para as festas. Com tantas cores vibrantes e formatos atraentes, como lidar com a decoração de Natal e os animais? De acordo com Thais Costa, adestradora e proprietária da Pousadog, os enfeites podem ser prejudiciais aos pets nessa época do ano. “A maioria deles são tóxicos. Se ingeridos podem causar vômitos, diarreias, afogamentos, intoxicações mais graves ou mesmo levar a morte”.

Thais afirma que nos casos de ingestão de bolas de vidro ou acrílico o perigo é maior, pois elas podem se quebrar dentro do organismo do pet. Isso é válido não só no que se refere às árvores de Natal, mas também a guirlandas, bonecos e até luzes, que podem causar choques e problemas comportamentais aos animais de estimação.

“Apesar de muitos cães e gatos serem tratados com cromoterapia, isso é feito de maneira científica na intensidade correta, na cor específica para cada tratamento e no tempo correto”, esclarece Thais. “As luzes natalinas bem como barulhos e musiquinhas de determinados enfeites podem causar estresse, medo, irritabilidade e até confusão mental se os pets ficarem muito perto das luzes”, completa.

Em gatos, os pontos de luz podem fazer com que o felino parta para o ataque, pensando se tratar de uma caçada, deixando o animal estressado.

Quais os cuidados com a decoração de Natal e os animais?

Sabendo dos perigos, o mais importante é saber conciliar a decoração de Natal e os pets. A melhor forma de proteger seus bichinhos é com prudência e criatividade.

“Coloque os enfeites em lugares altos e de difícil acesso aos peludos. Os cães tem um comportamento mais curioso e destemido e podem encontrar nesses enfeites as novidades e passatempos que muitas vezes não são oferecidos pelos tutores que passam longos períodos fora de casa”, explica a adestradora. Já no caso dos gatinhos, a árvore de Natal pode se tornar uma nova toca.

Caso a sua decoração de Natal tenha luzes e enfeites com pilhas ou movidos à energia, o ideal é que eles sejam desligados e só permaneçam em atividade quando houver supervisão humana na casa.

Além dos cuidados, também devemos ser criativos para adaptar uma decoração a presença canina ou felina na casa. Pense em opções de enfeites pet friendly, como uma árvore de caixas de papelão com bolas de meias ou, no caso do pet ser um gato, penas para ele brincar. “Se além dos pets, você ainda tem crianças em casa, essa é uma ótima opção de interação. Eles vão adorar participar dessa montagem e preparação e irão de curtir muito com o pet”, acrescenta Thais.

Deixe brinquedos para o seu animal se distrair

Existem truques para evitar que seu pet brinque com a decoração natalina. Um deles é o enriquecimento do ambiente com brinquedos e novidades diárias, já que coisas novas irão atrair a atenção do animalzinho e fazer com que os enfeites sejam secundários.

Vale lembrar que ações como chacoalhar latinhas com moedas ou usar spray de água para borrifar no animal são metodologias ultrapassadas que trabalham com o medo e só assustam seu cãozinho ou gatinho.

Comente!