Newsletter

a aa
13 09

Saiba o que fazer quando seu pet está entalado

Publicado em 13 de Sep de 2015 por Bruno Costa Comentar

Embora pareça incomum, o acidente pode acontecer com animais curiosos e espoletas

Texto Mário Marcondes | Foto Shutterstock

É preciso agir de forma correta quando o pet está entalado

 

Alguns acidentes domésticos são mais comuns na rotina da clínica, mas outros são pouco discutidos, e por isso mesmo é importante saber lidar com eles. É o caso de quando o animal entala em algum local, como vasos (campeões na preferência dos gatos) e portões vazados.

Aprenda a socorrer o pet

Num primeiro momento, deve-se manter a calma e verificar se existe um jeito de liberar o animal do lugar em que está preso. Em seguida, verifique se ele consegue respirar adequadamente. Em caso negativo, libere as vias aéreas do bicho para que o ar possa correr e tente liberá-lo com bastante cuidado. Evite movimentos bruscos ou com muita força para não machucar o peludo.

Vasos podem ser delicadamente quebrados com o auxílio de um martelo, mas proteja o corpo do animal por dentro do objeto (com um plástico, por exemplo), evitando que os estilhaços o cortem. 

Já no caso de grades, pode ser utilizado sabão para tornar o corpo escorregadio.Se existir uma resistência forte, não aumente a força. Por fim, o auxílio de um bombeiro ou equipe especializada em resgate veterinário pode ser uma saída caso seja necessário serrar a grade para resolver a questão.

Depois de desentalar seu mascote, leve-o rapidamente a um pronto socorro veterinário. Lá, os especialistas realizarão um check-up com raio-x e ultrassom, além de exames de sangue para verificar se houve algum traumatismo que deva ser tratado. O bicho poderá ainda permanecer internado por até 48 horas para observação de sintomas como urina com sangue, falta de ar ou dor.

Para nunca mais acontecer
Esse acidente costuma ocorrer mais com gatos. Portanto, para essa espécie, todo cuidado é pouco. Evite mantê-los em locais com acesso a armadilhas, ou seja, esconda vasos e tele portões e janelas. A castração precoce auxilia também a controlar esse comportamento instintivo.

Revista Meu Pet | Ed. 37

Comente!