Newsletter

a aa
09 04

A importância das brincadeiras para o furão

Publicado em 09 de Apr de 2015 por Marília Alencar Comentar

O pet exótico e curioso é um eterno filhote e nunca se cansade explorar, interagir com seus donos, e se divertir

Texto: Magdalena Bertola / Foto: Shutterstock 

Furão

(Foto: Shutterstock)

O furão, também conhecido como ferret, é um animal que ficou bem conhecido no Brasil há alguns anos, após o filme “Um tira no jardim de infância”. Da família dos mustelídeos, esse bicho exótico não é realmente um roedor, mas, sim, um pequeno carnívoro que já foi usado até como predador de pequenos animais na Europa antiga e no Egito. Os ferrets são importados para o Brasil e não têm procriação nacional, uma vez que o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) só libera a venda de animais já castrados. Isso porque, como esse pet não possui predador naturalno país, em caso de fuga, poderia causar um desequilíbrio ambiental. Esse bicho é geralmente dócil,“mas pode morder quando perturbadoou manuseado de maneirarude”, afirma Ivan Paulo Demartini Gonçalves, professor da Faculdadede Veterinária da Universidade Federaldo Rio Grande do Sul (UFRGS). Apesar de ser exótico, o peludo não é considerado animal silvestre, já que é extremamente domesticado, apegado aos donos e não consegue sobreviver caso seja abandonado, porisso, a interação em família é essencial para que ele viva feliz e saudável.

CUIDADOS ESPECIAIS

Para o professor Ivan Gonçalves, a interação ideal entre o dono e peludo é quando há total comprometimento com o bem-estar do mascote.“Qualquer animal vive alguns bons anos e exige cuidados e comprometimento durante toda a vida, não somente quando é uma novidade”, ressalta. Aprenda, a seguir, como deixar o seu furão bem feliz.

Furão na neve

(Foto: Pinterest/Reprodução)

OS BRINQUEDOS PREFERIDOS

Aves e ratos de feltro, comuns para gatos, são adorados pelos sapecas furões. Outra opção são brinquedos de borracha comuns. Mas não é precisogastar dinheiro para diverti-los: bolinhas feitascom tecido ou papel enrolado são disputadas poreles. Além disso, pode-se fabricar, em casa, varas com fios  
e um tecido na ponta.

PASSEIO DE COLEIRA

Sim, o seu furão pode vira adorar um passeio! Eles podem ser acostumados a andar de coleira, desde que isso seja feito desde a sua infância e aos poucos. O ideal é andar com o pet dentro de casa preso na guia, que deve ser de modelo peitoral. Mas eles são mais parecidos com os gatos do que com os cachorros: seu ritmo de passeio é lento e eles se assustam facilmente, logo, a caminhada deve ser emlocal seguro e silencioso, e no ritmo do mascote.

ESTIMULE O INSTINTO DE PROTEÇÃO

A espécie adora se esconder e, por isso, gostade tubos e túneis onde possa brincar e sentir segurança. No mercado existem muitas opções disponíveis. Um cano largo, como os de ventilação, também pode substituir os tubos comprados e faz o mesmo efeito na hora da diversão, ainda mais setiver curvas e inclinações.

HORA DO TREINO

Também é possível fazer o furão aprender truques. “Depende mais da habilidade e paciência do treinador do queda inteligência do animal”, dizo especialista Ivan Gonçalves. Um dos treinamentos mais comuns é ensinar o pet a fazer suas necessidades em uma caixa, como a de gato. Mas isso não é tudo! Os ferrets podem aprender comandos e atender pelo nome. A partir da repetição e recompensa, o peludo pode ser ensinado a rolar, dar voltas e até pegar uma carona no ombro do tutor.

Revista Meu Pet/ Edição 31

Comente!