Newsletter

a aa
28 04

Pós e contras do plano de saúde animal

Publicado em 28 de Apr de 2015 por Marília Alencar Comentar

Ter ou não um plano de saúde animal? Confira os pós e contras de contratar um seguro de saúde para seu mascote

Texto Luciana Faria/ Foto: Shutterstock 

Cães

(Foto: Shutterstock)

Preocupados com a proteção dos melhores amigos, muitos donos de pets cogitam fazer um plano ou seguro de saúde para o seu mascote. O problema é que os planos de saúde para animais não possuem procedimentos regularizados, por isso, é importante analisar as ofertas e ficar atento a alguns pontos antes de fechar o negócio:

1. Período de carência: É o prazo que o cliente precisa esperar antes de fazer uso do plano de saúde, que pode durar meses e até mesmo anos (varia de acordo com a seguradora).


2. Abrangência: Planos de clínicas e hospitais podem possuir menor abrangência de atendimento, pois a cobertura dos serviços engloba apenas profissionais credenciados a esses locais. Em uma viagem, por exemplo, você não poderá utilizar a assistência.


3. Gastos: Nem sempre é vantajoso financeiramente fechar um plano. Leve em conta o estado de saúde do animal, a frequência de idas ao veterinário e faça as contas dos mesmos serviços pagos separadamente.


Revista Meu Pet/ Edição 32

Comente!